Comunidade Católica Arca da Aliança
BRA
USA
Formação
30.Mai - Ser mulher consagrada celibatária em nossos dias
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Ser mulher consagrada celibatária em nossos dias

 


"Dá gritos de alegria, tu que não tens filhos; entoa cânticos de júbilo, tu que não dás à luz, porque seus filhos serão mais numerosos do que os da mulher casada, declara o Senhor." (Isaías 54,1)


Com base nesse versículo bíblico de Isaías e lançando um olhar para experiência que faço a mais de 14 anos vivendo uma vida celibatária, por amor a Jesus e por causa do Reino, com certeza brota no coração muita alegria. Pois, longe da idéia de não poder “gerar”, vejo quanto o Senhor tornou minha vida fecunda e de fato os “filhos” são numerosos. Em nossos dias abraçamos esse chamado que se torna irresistível a partir de um encontro com a vontade de Deus e com Aquele que decidiu desposar nossa alma, e não só nossa alma, mas o nosso corpo, nossas vontades e desejos, nossos anseios mais profundos, nos fazendo ver que só Ele é capaz de saciar a sede do nosso coração de amar e de nos sentirmos amadas.


É evidente que tal encontro leva-nos a uma resposta de amor e por amor que vai aos poucos configurando o coração do amante ao coração do Amado. E essa configuração acontece não em base a uma vivência somente heróica, com uma espiritualidade nas alturas, não. O Senhor escolhe pessoas frágeis e quem sabe as mais frágeis, pra poder manifestar sua grandeza em nossa pobreza. Isso se torna motivo de júbilo e de muita alegria, pois o Senhor nos escolheu, nos desejou, mesmo sabendo que depositava um tesouro em vasos de barro, o tesouro de uma pertença exclusiva ao Seu Coração.


E bem nos dias de hoje onde a mulher possui uma aparente liberdade pra escolher o que quer viver e com quem quer viver, percebo que posso experimentar uma alegria plena a partir de pequenas coisas, de pequenos gestos. Perdemos a sensibilidade das coisas simples que estão ao nosso redor e que podemos sentir muito prazer e realização quando damos um sentido de vida e de oferta. Desde o cuidado com a casa, o cultivo de plantas, perceber o desenvolvimento de um jardim ou que seja uma simples horta que você cuida, o estar com o coração atento às necessidades daqueles que a Providência faz surgir no seu caminho ao longo do dia. Sentar ao lado de um amigo e rir com ele de suas histórias ou até mesmo partilhar de suas dores. Estar presente. Ser presença. Sentir nessas horas que sua vida não lhe pertence mais, que está nas mãos de um Deus que bondosamente te chamou e te confiou tal tesouro de “ser para o outro” e de “ser com o outro”, e nessa entrega sentir-se também completamente preenchida por uma alegria de realização. É claro que tudo isso se torna possível a partir de uma busca sincera por Deus, preciso cultivar o amor por Ele, deixando que diariamente Sua Palavra, que o encontro com a Eucaristia renove esse desejo de entrega por amor. Pois nossa vivência celibatária é encarnada na vida e aos poucos vamos aprendendo a amar com o amor de Jesus que é nosso Esposo. Como não reconhecer que é muito profundo, místico e humano, toda essa vivência?


Silvia Henriques - Celibatária, Missionária, Consagrada da Arca da Aliança


 


Indique a um amigo
 
Receba em seu e-mail as novidades da Comunidade
 
Acompanhe nossas redes sociais
 
 
CLIQUE AQUI
E SAIBA COMO AJUDAR!
   
  • 45%

    META MENSAL

    Blumenau
  • 37%

    META MENSAL

    Joinville
  • 21%

    META MENSAL

    Montes Claros
  • 49%

    META MENSAL

    Paulo Afonso

Copyright © 2019 Comunidade Católica Arca da Aliança. Todos os direitos reservados.