Comunidade Católica Arca da Aliança
BRA
USA
Notícias da Igreja
 
06.Mar - 6 de Março. 1 ano da casa contemplativa, por Cristiane Liberato.
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
6 de Março. 1 ano da casa contemplativa, por Cristiane Liberato.


6 de março 1 ano da casa contemplativa


Em nossa Comunidade desde os inícios, nunca concebemos em nossa vivência apenas a dimensão ativa. Os membros da Comunidade de vida, quase que desde o início dedicaram suas manhãs ao silêncio, liturgia, oração e trabalhos domésticos. Nas tardes e noites dedicam-se a missão. Essa vivência tem influência no Mosteiro Trapista e na vida do Servo de Deus Pe. Aloísio, com quem convivemos já no início da fundação.


Há alguns anos, nosso fundador e o conselho rezavam para que pudéssemos ter um lugar que tivesse como prioridade a dimensão contemplativa da Arca. E no ano passado, no final de fevereiro passamos a usar nossa chácara para esse fim, definimos que o nome seria Casa contemplativa. E passamos a estabelecer um ritmo pelo caminho da liturgia da horas, que já é da tradição da Comunidade, porém aqui assumimos o ciclo completo. Além de inserirmos o terço comunitário diário e adoração pessoal.


Nosso dia começa cedo às 5 da manhã com o Ofício das leituras, com adoração silenciosa, seguido da oração das Laudes. Logo em seguida vamos para o café em silêncio ouvindo a leitura dos santos, e seguimos em silêncio a manhã toda com os trabalhos domésticos, atividades de leitura, estudo, formação e partilha, interrompendo às 9hs para a Hora terça, o que se constitui num intervalo de 10 minutos para a oração dos salmos, que é a base da liturgia das horas. Em seguida nos revezamos na adoração, cada um de nós faz no mínimo uma hora de adoração pessoal diária. Ao meio dia paramos novamente para a hora sexta, e depois o silêncio é rompido, para conversarmos sobriamente no almoço, uma pequena pausa de descanso e retomamos à tarde, às 14h15, com a Hora Nona. Também um breve momento de 10 minutos. À tarde, nos dedicamos às atividades da casa e atividades missionárias ligadas á casa mãe, que executamos daqui. Às 18h00, nos reunimos para as vésperas e às 21h00 para as completas. Todas essas horas são permeadas pela espiritualidade carismática, que é nossa matriz espiritual. Além disso, temos a grande missão da intercessão, e do acolhimento. Aqui acolhemos para os retiros pessoais, atendimentos de cura, e também nossos irmãos de comunidade que estão cansados necessitados de repouso para o corpo e para a alma. De março do ano passado a dezembro tivemos aproximadamente 400 retiros pessoais. O ambiente silencioso, a natureza, a simplicidade, tudo por aqui fala de Deus.


Talvez você se pergunte sobre quem reside aqui? São adultos? Pessoas mais velhas de Comunidade? Apenas celibatários? Eu responderia: sim e não. Atualmente eu como responsável da casa, tenho 20 anos de comunidade e sim sou celibatária. Porém, os outros irmãos são nossos discípulos com média de 03 anos de comunidade, e sua mestra, num tempo intenso de formação, adequando no meio desse ritmo muito estudo. Fazemos a experiência de parar. De equilibrar o ser o fazer. E perceber que não há mais nobre missão do que a oração. Nos sentimos profundamente unidos aos irmãos que nas casas não conseguem manter o mesmo ritmo de oração, e mais, sabemos que precisamos sustenta-los no fervor. Rezar, amar, adorar por aqueles que não rezam, não amam, não silenciam, não param. Nossa missão é reparadora. Por nossa Comunidade e pela Igreja.


Pessoalmente, talvez tenha encontrado nesse ano o maior desafio da minha vocação, dotada de temperamento forte, sempre muita exposta. Meu coração foi atraído para a solidão da intimidade, para a alegria das pequenas coisas, para as luzes do escondimento. E daqui, por mais diferente que pareça, dinamizo nas minhas tardes toda a missão da Arca, pois sou responsável pelo setor apostólico num geral, para todas as casas. Gesto nossa atividade missionária, “ficando”, “permanecendo” por meio da vida contemplativa.


Essa experiência tem sido uma fonte para a Arca. Todos que por aqui passam encontram a presença de Deus, num zelo redobrado pela liturgia, pelo coro dos salmos, pelo ambiente, pelo acolhimento profundo, discreto e silencioso dos que vivem aqui. Aqui procuramos tornar extraordinário o ordinário do dia, temos tempo e condições para isso. Vamos à Missa de bicicleta ou a pé e fazemos desse movimento nossa busca de peregrinação porque amamos a Eucaristia. Ganhamos esse ano, há poucos dias, um carro (Fiat Uno azul, 96) para nosso deslocamento à Joinville, porque dentro da cidade é “bicicleta”! A providência nos deu, 07 bicicletas.


E assim, “servimos o Senhor com alegria”, não nos distanciamos, porque a comunhão e a intimidade nunca separam! Somos uma casa da Arca, como todas as outras, nossa missão, porém, é um pouco diferente: a prioridade da nossa vida é a oração!


 


Cristiane Liberato-


Casa contemplativa



Indique a um amigo
 
Receba em seu e-mail as novidades da Comunidade
 
Acompanhe nossas redes sociais
 
 
CLIQUE AQUI
E SAIBA COMO AJUDAR!
   
  • 73%

    META MENSAL

    Blumenau
  • 76%

    META MENSAL

    Joinville
  • 83%

    META MENSAL

    Montes Claros
  • 82%

    META MENSAL

    Paulo Afonso

Copyright © 2020 Comunidade Católica Arca da Aliança. Todos os direitos reservados.