Comunidade Católica Arca da Aliança
BRA
USA
Formação
21.Ago - Santo Agostinho, o mestre da vida fraterna
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Santo Agostinho, o mestre da vida fraterna


Santo Agostinho, o mestre da vida fraterna


 


Logo nos primeiros dias da minha conversão, caiu como que de maneira providencial em minhas mãos, as confissões de Santo Agostinho, mesmo sendo uma literatura difícil para um iniciante, no entanto não me faltou a assistência do Espírito, para entender o mínimo do qual eu precisava para a época, e que até hoje ecoa e se propaga em toda a nossa vivência e Carisma.


No primeiro momento foi a minha identificação com sua vida passada e o anseio atual de encontrar Deus e Sua misericórdia. Quando lia muitas vezes a palavra misericórdia nos seus escritos me lembrava da minha infância em nosso lar católico, quando mesmo sem entender seu sentido e até achava estranha esta palavra, muita coisa repetida pelo meu pai ao ler em voz alta a “história sagrada”, um resumo da Bíblia que ele lia para nós nos domingos de manhã.


Mais adiante, com meu amadurecimento na fé, fui compreendendo melhor sua doutrina, a sua experiência e luta para se deixar alcançar pela misericórdia e a forma como ele entendia e pregava esta experiência que era, ao mesmo tempo, experiência da amizade com Deus e com os homens, suas criaturas, e dizia que só poderia ser verdadeiro amigo do seu semelhante aquele que fosse antes amigo de Deus. Tanto é, que na sua experiência fundacional na sua comunidade, ele instituiu o que hoje se chama o quarto voto, ou seja, a fraternidade e dizia aos confrades e filhos espirituais: foi para isso  que o Senhor nos reuniu, para ser um só coração, como em Atos 2,40 “A multidão dos discípulos era um só coração”, e não ordenava nenhum presbítero que não demonstrasse esta capacidade. Agostinho, diante do chamado de Deus se via impotente para realizá-lo sozinho, sentia-se muito debilitado afetivamente e por isso quis reunir em torno de si uma comunidade de amigos mais do que de irmãos, para aí juntos, fazerem unicamente a vontade de Deus, uma fraternidade alicerçada em Jesus, que era o centro, o Senhor de tudo e de todos, enfim, uma fraternidade reparadora para restaurar a aliança de amizade do homem com Deus e dos homens entre si. E no fim da vida, Agostinho exclamava aos seus confrades e amigos, “me conforta mais o que sou com vocês, do que o que eu sou para vocês”, ou seja, mais do que um superior ou mestre, Agostinho se deleitava em ser amigo de todos. Sem dúvida, deste Santo que é conhecido por suas regras como mestre da vida fraterna, nós herdamos nosso jeito de nos relacionarmos como amigos mais do que irmãos um dos outros, amigos mais do que servos de Deus.


 


  


Diácono Elias Dimas dos Santos


Fundador e moderador geral da Arca da Aliança



Indique a um amigo
 
Receba em seu e-mail as novidades da Comunidade
 
Acompanhe nossas redes sociais
 
 
CLIQUE AQUI
E SAIBA COMO AJUDAR!
   
  • 52%

    META MENSAL

    Blumenau
  • 47%

    META MENSAL

    Joinville
  • 36%

    META MENSAL

    Paulo Afonso

Copyright © 2021 Comunidade Católica Arca da Aliança. Todos os direitos reservados.

Seja um doador
  • R$
    20,00
  • R$
    50,00
  • R$
    100,00
  • R$
    ,00
 
 
CARTÃO DE CRÉDITO
BOLETO
PIX
Dados PIX para Paulo Afonso em breve
Dados PIX para Blumenau l Chave de acesso: 47991866577
Dados PIX para Joinville l Chave de acesso: 47996440089

Preencha os campos abaixo e pague com o cartão de crédito

0123 4567 8910 1112 ANTONIO BANDEIRA Nome do Titular Vencimento Número do Cartão 01/23 MÊS ANO
985 Segurança Antonio Bandeira